Mostrando postagens com marcador Vila Ida. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Vila Ida. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Com amor e com afeto, fiz seu bolo predileto: Bolo de cerais e frutas frescas

                                                                           Bolo de cerais e frutas frescas



A receita de bolo similar já foi detalhada neste blog, mas, além de sempre incorporar castanhas diversas, finalizações exímias com lâminas de frutas distintas, o Bolo de cerais e frutas frescas preparado pela Lu Martins (Luzinha) sempre chega em momentos especiais, isto é, quando menos esperamos. Além de ser um preparo adequado ao período de festas, pois além de ser belo, incorpora componentes símbolos da cozinha natalina, como as nozes, castanhas, frutas secas mais frescas e...presentes. Sim, presentes, pois morar na Vila - nomeada por nós de Ida em homenagem a senhora Ida, minha querida avó e madrinha - foi o começo de um resgate de uma história de vida, onde os temperos, legumes, hortaliças, flores....brotavam por todos os cantos. Onde sob sol e chuva ela e o vô Constante se dedicavam à horta, que à época, podia ser admirada até o fundo de vale coberto pela Mata Atlântica, que hoje foi aterrado por quem não sabe da terra nada tirar. Anos passaram e cá estamos nós a resgatar, dia após dia, as terras lá no fundo estancadas, cheias de cuidados, mas, com o passar dos anos, escondidas. 
"Com amor e com afeto, fiz seu bolo predileto"
Palavras da própria quituteira Luzinha exemplificam o quanto significa morar aqui, na Vila Ida. Todas as semanas, cá estamos nós, compartilhando saberes, sabores e amores. Trocando afagos por meio de pequenas porções de delícias; de mudas, sejam elas de temperos, de flores, de ervas. Os jardins a cada dia mais resplandescentes, cada morador da Vila responsável por seus cultivos, mas sempre complementados pelas mãos da dupla Carmelino e Kátia, profissionais exímios contratados mensalmente para nos ajudar a dar cor e ainda mais vida aos caminhos que levam ao Pastifício Dell'Amore.
Viver aqui me remete muito ao dia-a-dia dos italianos, que brigam para ter a oliva mais palatável, os legumes mais brilhantes, o sabor mais exultante. Tive nostalgia deste modo de vida amplamente alastrado na Itália ao conversar com um jovem italiano (. Ele e sua esposa, de passagem profissional pelo Brasil, moram em Milão. Mas me relatou que quando está em Milão, ao visitar a família no , na bagagem, os litros de azeite de oliva não podem faltar, já que como os produzidos por eles, na Puglia, são os melhores do país da bota. Os jovens agricultores, que, independente da profissão que optam por seguir, jamais deixam de lado a essência de ser um camponês e referendar os 'frutos' familiares como melhores de que os produzidos na Toscana. Assim como só um verò italiano sabe ser e fazer. 

Ingredientes
·       2 xícaras (chá) de farinha de trigo integral
·    1 xícara (chá) de farinha de trigo branca
·    2 xícaras (chá) de açúcar cristal (eu uso 2 xic. de açúcar mascavo ou 1 xic de acúcar cristal 1 xic de açúcar mascavo)
·    1 xícara (chá) de leite
·    3 ovos
·    3/4 xícara (chá) de óleo
·    1 colher (chá) rasa de canela em pó
·    1 colher (sopa) rasa de fermento químico - para bolos
·     2 maçãs 'fuji
·     1 limão galego
·     1 punhado de ameixas secas descaroçadas picadas
·     1 punhado de uvas passas brancas descaroçadas
·     1 punhado de Castanha do Pará picadas grosseiramente (ou nozes, amêndoas, etc)
Modo de preparo
Fatie as maçãs e deixe marinando no suco do limão com um pouco de açúcar, para não escurecer. Reserve. Envolva as passas, a ameixa e a castanha em farinha para que essas se espalhem uniformemente na massa. Reserve também. Em uma tigela coloque as farinhas, o açúcar, a canela e o fermento. Bata agora no liquidificador os ovos com o óleo e o leite. Junte esse líquido aos ingredientes secos na tigela. Mexa bem à mão. Adicione as frutas secas e as castanhas, mexendo bem para que essas se espalhem pela massa por igual. Despeje em fôrma untada e enfarinhada. Decore com as fatias de maçã, fazendo desenhos. Leve para assar em forno preaquecido. Espete um palito no meio do bolo para saber quando esse está pronto (deve sair seco).

domingo, 24 de novembro de 2013

Vila Ida, um refúgio onde talentos se encontraram. Desta feita, bolo de cereais, frutas desidratadas e maçãs frescas

'Mimos' personalizados para os convidados tb feitos pela Lu

Dos portões da antiga residência do casal Ida e Constantino Basso já se percebe que a movimentação não é a convencional.Trata-se da VILA IDA, uma residência que abriga o Pastifício dell’amore, nosso lar, que num esquema muito simples desenvolve quitutes artesanais para proporcionar momentos de felicidade e nostalgia a grupos de amigos. Pessoas que buscam o aconchego de uma boa comida aliada à privacidade de ter ao redor apenas quem desejam. As delícias executadas ‘ao gosto do freguês’ são preparadas de forma diversa, para cada ocasião. Do pão e focaccias (feitas com fermentação natural); pescados defumados no defumador do quintal, à moda antiga; às massas preparadas semanalmente; salsas e pestos; a saladas colhidas da própria horta. Somado a isso, a Vila Ida une pessoas com habilidades especiais.
Relisch de pepino japonês
 Cada um à sua moda interfere no astral da Vila Ida com suas habilidades que se somam. São três casas, com pessoas com destreza incomuns. Em todos os cantos, proliferam temperos, hortaliças, legumes......Da cozinha da Luzinha e da Sil, os aromas doces e os encantos da confeitaria, sempre ‘temperadas’ com o que há de mais natural e leve,  se manifestam. Já da varanda da Lili, as flores, com arranjos elaborados em segundos com o que cada um cultiva, impressiona a todos.
Liliane em sua varanda, entre seus 'frutos'
 

Bom, esta soma de aptidões encanta a todos que aqui entram, já que as competências de cada morador desta Vila estão, a cada dia, sendo aperfeiçoadas e agregando esforços
Bolo de cereais, frutas desidratadas e maçãs frescas – receita da luzinha 



Ingredientes
·        2 xícaras (chá) de farinha de trigo integral
·    1 xícara (chá) de farinha de trigo branca
·    2 xícaras (chá) de açúcar cristal (eu uso 2 xic. de açúcar mascavo ou 1 xic de acúcar cristal 1 xic de açúcar mascavo)
·    1 xícara (chá) de leite
·    3 ovos
·    3/4 xícara (chá) de óleo
·    1 colher (chá) rasa de canela em pó
·    1 colher (sopa) rasa de fermento químico - para bolos
·     2 maçãs 'fuj'i
·     1 limão galego
·     1 punhado de ameixas secas descaroçadas picadas
·     1 punhado de uvas passas brancas descaroçadas
·     1 punhado de Castanha do Pará picadas grosseiramente (ou nozes, amêndoas, etc)

Modo de preparo
Fatie as maçãs e deixe marinando no suco do limão com um pouco de açúcar, para não escurecer. Reserve. Envolva as passas, a ameixa e a castanha em farinha para que essas se espalhem uniformemente na massa. Reserve também. Em uma tigela coloque as farinhas, o açúcar, a canela e o fermento. Bata agora no liquidificador os ovos com o óleo e o leite. Junte esse líquido aos ingredientes secos na tigela. Mexa bem à mão. Adicione as frutas secas e as castanhas, mexendo bem para que essas se espalhem pela massa por igual. Despeje em fôrma untada e enfarinhada. Decore com as fatias de maçã, fazendo desenhos. Leve para assar em forno preaquecido. Espete um palito no meio do bolo para saber quando esse está pronto (deve sair seco).

MOMENTOS ESPECIAIS 
amada e doce Lu Motta com sua Val (Casa do Brincar)